25 a 22 Agosto 2017

IX Prova de Cafés Certificados Imaflora/ Rainforest Alliance Certified

Descrição

25 de agosto a 22 de setembro

ARTIGO 1 – DOS OBJETIVOS: Incentivar a produção de cafés de alta qualidade, atendendo à certificação RAS - Rede de Agricultura Sustentável (Rainforest Alliance CertifiedTM), permitindo a conquista de novos mercados e a consolidação dos previamente atendidos, agregando valor aos cafés e, consequentemente, sustentabilidade à cadeia produtiva.

ARTIGO 2 - DA ORGANIZAÇÃO: A Prova de Cafés Certificados Imaflora/Rainforest Alliance CertifiedTM é organizada, anualmente, pelo IMAFLORA – Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola.

ARTIGO 3 – DA REALIZAÇÃO: Esta prova tem abrangência nacional, congregando todas as propriedades certificadas, segundo a Norma da Rede de Agricultura Sustentável (RAS).

PARÁGRAFO 1: O Concurso será coordenado por uma Comissão Organizadora e terá como subordinada uma Comissão Julgadora.

A) DA COMISSÃO ORGANIZADORA: Composta por pessoas indicadas pelo IMAFLORA terá os seguintes atributos: • Coordenar a IX Prova de Cafés Certificados Imaflora/Rainforest Alliance CertifiedTM; • Indicar um Coordenador Geral da Comissão Julgadora; • Selecionar e credenciar os profissionais que irão compor a Comissão Julgadora; • Homologar e divulgar os resultados da Prova; • Resolver os casos omissos em caráter definitivo.

B) DA COMISSÃO JULGADORA: Composta, em sua maioria, por Juízes Certificados pela SCAA (Specialty Coffee Association of America), bem como por Q Graders Licenciados pelo CQI (Coffee Quality Institute). O Coordenador Geral será nomeado pela Comissão Organizadora e possui as seguintes atribuições: • Receber as amostras de café enviadas pelos produtores com suas respectivas fichas de inscrição e realizar a codificação e classificação isenta e imparcial dos mesmos; • A metodologia empregada para avaliação física e sensorial dos cafés a ser empregada oficialmente pelo Concurso é a Metodologia da SCAA (Specialty Coffee Association of America); • Realizar a avaliação física e sensorial das amostras conforme estipulado no Parágrafo 2 deste Artigo.

PARÁGRAFO 2: As amostras recebidas pela Comissão Julgadora passarão por Avaliação Física, que possui caráter eliminatório e, em seguida, por avaliação Sensorial, para fins de classificação no Concurso. • O teor de água não poderá ultrapassar 11,5 % (bu), tanto para os cafés processados via úmida (descascados, desmucilados, despolpados), como os processados por via seca (naturais). A determinação do teor de água será efetuada pelo Método de Capacitância em equipamento devidamente calibrado com método padrão de estufa; • As amostras deverão ter aspecto visual uniforme, desclassificando-se aquelas que apresentarem discrepância de cor, além de coloração esbranquiçada e amarelada; • As amostras deverão conter grãos chatos, isentos de mokas, com tamanhos entre Peneiras 16 e 18, não se aceitando vazamento superior a 10% da Peneira 16; • A bebida deverá apresentar características de café especial de acordo com os padrões da SCAA, sendo desclassificadas as amostras com pontuação inferior a 80 pontos.

ARTIGO 4 – DA HABILITAÇÃO DOS CONCORRENTES E DA INSCRIÇÃO: Poderá ser inscrita 01 (uma) amostras por número de certificado – exceto grupos certificados, que poderão enviar 01 (uma) amostra por produtor membro do grupo, ficando a critério do produtor enviar a amostra pelo processo de via úmida (descascados, desmucilados e despolpados) ou a amostra pelo processo via seca (natural) - atentando para a presente Safra 2017-2018.

PARÁGRAFO 1: Para fins de inscrição, ficam definidas duas categorias quanto ao processo de preparo para secagem do café, como se segue: a) Entende-se como Café processado por via seca quando o fruto é secado integralmente, resultando em cafés em coco. b) Entende-se como Café processado por via úmida, quando os grãos são secados após a retirada da casca externa do fruto, podendo, ainda, haver ou não a retirada da mucilagem mecanicamente ou com uso de tanques de fermentação. São considerados cafés processados por via úmida o café descascado, desmucilado ou despolpado.

PARÁGRAFO 2: Para formalização da inscrição o produtor deverá preencher a Ficha de Inscrição.

PARÁGRAFO 3: A inscrição para o Concurso é isenta de taxas ou qualquer tipo de ônus.

ARTIGO 5 – DAS AMOSTRAS E DOS RESPECTIVOS LOTES DE CAFÉ: Para este Concurso serão aceitas apenas amostras de cafés da espécie Coffea arabica L., da Safra 2017-2018, atendendo aos seguintes requisitos: a) Amostra com aspecto uniforme, sem discrepância de cor, isenta de grãos branqueados e amarelados; b) O teor de água máximo de 11,5% (bu) para os lotes inscritos em qualquer categoria; c) Amostras cuja Classificação Física atenda ao Tipo 2/3 de acordo com a Instrução Normativa MAA 8/2003; d) Amostras compostas por grãos chatos, isentos de mokas, nas peneiras 16 a 18, com vazamento máximo de 10% da peneira 16; e) A amostra deve pesar 2,5 kg, representando fielmente o lote de café inscrito, acondicionados em 2 embalagens plásticas contendo 1,250 kg cada, devidamente identificadas e com a respectiva Ficha de Inscrição preenchida inserida por dentro da amostra; f) Os lotes inscritos no concurso deverão ter no mínimo 5 sacas de 60 Kgs; g) As amostras deverão ser enviadas para: UFLA, com a identificação IX PROVA DE CAFÉS CERTIFICADOS IMAFLORA/RAINFOREST ALLIANCE CERTIFIEDTM 2017, juntamente com a ficha de inscrição corretamente preenchida;

Prof. Flavio Meira Borem

Departamento de Engenharia

Universidade Federal de Lavras

Campus Universitário, Caixa Postal 3037, CEP 37200-000

Lavras/MG

AS AMOSTRAS VÁLIDAS DEVEM SER ENTREGUES NO ENDEREÇO ACIMA ATÉ AS 18:00h O DIA 22 DE SETEMBRO DE 2017, CASO CONTRÁRIO, SERÃO AUTOMATICAMENTE DESCLASSIFICADAS.

ARTIGO 6 – DOS FINALISTAS: A degustação e a classificação dos cafés concorrentes serão realizadas no laboratório da Universidade Federal de Lavras entre os dias 09 a 25 de outubro de 2017. A Comissão Julgadora fará a classificação das amostras elegendo os 10 (dez) melhores lotes. Os 10 (dez) finalistas e os vencedores serão apresentados para convidados e degustados por possíveis interessados durante a Semana Internacional do Café que ocorrerá entre os dias 25 a 27 de outubro de 2017 em Belo Horizonte (MG).

ARTIGO 7 - DA PREMIAÇÃO: Os 10 primeiros colocados receberão o Certificado de Participação e o Laudo Técnico correspondente à amostra enviada.

ARTIGO 8 – DAS DISPOSIÇÕES GERAIS : As decisões da Comissão Julgadora são consideradas definitivas e irrecorríveis, posto que os participantes tenham pleno conhecimento deste Regulamento.

PARÁGRAFO 1: Cabe à Comissão Organizadora resolver os casos omissos deste Regulamento em caráter soberano e definitivo.

ARTIGO 9 – DAS DATAS DO CONCURSO:

A) 22 de Setembro: Prazo final para o recebimento das amostras;

B) 09 a 25 de outubro: Fase eliminatória e classificação das 10 melhores amostras e ranqueamento;

C) 25 a 27 de Outubro: Evento de divulgação e premiação dos melhores cafés Rainforest Alliance Certified do Brasil 2017 – durante a semana Internacional do Café em Belo Horizonte.

Local

Os 10 (dez) finalistas e os vencedores serão apresentados para convidados e degustados por possíveis interessados durante a Semana Internacional do Café que ocorrerá entre os dias 25 a 27 de outubro de 2017 em Belo Horizonte (MG).

Duração

25 de agosto a 22 de setembro.