Florestas de Valor: Novos modelos de negócios para Amazônia

Por meio de novos modelos de negócios, este projeto fomenta atividades produtivas de povos indígenas, comunidades tradicionais e agricultores familiares na Amazônia, e apoia a sua inserção em cadeias produtivas e mercados que reconhecem e valorizam a origem e os atributos socioambientais destes produtos.

Como resultado direto deste projeto, espera-se que a produção extrativista (de povos indígenas e comunidades tradicionais) e de cacau (de agricultores familiares) acesse mercados diferenciados, com maior valor agregado, gerando incremento da renda familiar e possibilitando a manutenção e ampliação de atividades que contribuem para a conservação dos recursos naturais e da cobertura florestal.

Os resultados deste projeto tem potencial de beneficiar cerca de 38 mil pessoas em um território que compreende os três grandes corredores de áreas protegidas da Amazônia (Xingu, Calha Norte e Rio Negro)

A gestão e a conservação destes corredores de áreas protegidas e de seu entorno serão fortalecidas por meio deste projeto, reduzindo a tendência de desmatamento e degradação destas áreas, e evitando emissões de gases de efeito estufa.

O projeto está organizada em 4 eixos:

  • Componente 1 - Consolidação do Origens Brasil®
  • Componente 2 - Expansão do Origens Brasil® para novas áreas protegidas
  • Componente 3 - Produção sustentável de cacau no entorno do Xingu
  • Componente 4 - Acesso a mercados

Acesse aqui o relatório para mais detalhes.

Realização: IMAFLORA


Apoio financeiro: