REGISTRO DE DENÚNCIA

POR FAVOR PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO

COMPARTILHE

Entre as atividades está o mapeamento das condições das
vias por estudantes e usuários com dificuldades físicas.

O Observatório Cidadão de Piracicaba e instituições de
outras 20 cidades estão integrando a
campanha Calçada Cilada, que pretende mapear e melhorar as condições das vias
públicas, por meio do diálogo e práticas envolvendo o poder público, a
sociedade e as empresas privadas.
A intenção da iniciativa - que acontece pela primeira vez
em Piracicaba, mas está em seu quarto ano - é encaminhar o mapeamento realizado aos entes públicos ampliar a
discussão sobre a qualidade das calçadas, o impacto na saúde, na segurança
e na mobilidade do cidadão e lutar pelo
cumprimento da Lei Brasileira de Inclusão.
É só baixar o aplicativo
O cidadão que quiser contribuir para o mapeamento,
apontando calçadas perigosas, em mau estado, pode baixar gratuitamente o
aplicativo Colab, disponível em aparelhos Android ou iOS, cadastrar-se e, ir para “ fiscalize um problema”. Em
seguida, selecionar a categoria “pedestres e ciclistas” e escolher uma
subcategoria, como, por exemplo, “ calçada irregular” . Então, basta tirar e
foto e descrever o problema, usando a #cilada.
A programação em Piracicaba
O Observatório Cidadão de Piracicaba vai realizar três
transmissões ao vivo, por meio da sua página no Facebook.

16/04, 18h30: Graziela Tozin, membro do Conselho
Municipal da Pessoa com Deficiência (COMDEF), vai  abordar o tema “ Acessibilidade – As calçadas
e dos desafios da mobilidade das pessoas com deficiência” .

23/04, 18h30: Claudia Regonha Suster, coordenadora  do curso Promotoras Legais Populares -
Piracicaba e integrante do coletivo Marias de Luta vai falar sobre “A mobilidade a pé na
perspectiva da mulher” .

02/05, 18h30 Estevam Vanale Otero, professor do curso de
Arquitetura e Urbanismo da UNIMEP, tratará do tema “Planejamento Urbano – As
calçadas como reflexo do perfil excludente do planejamento urbano”.   

Mapeamentos

No dia 20/04, a
partir das 13h30 será realizado o mapeamento das condições das vias públicas
(calçadas) em torno dos equipamentos públicos de saúde alertando para os descumprimentos das normas de
acessibilidade.

Serão vistoriados dois lugares: às 13h30, o ponto de
encontro será no Pronto Atendimento Piracicamirin, na rua Rio Grande do Norte,
135. E, às 15h30, a mesma atividade ocorrerá no Posto de Saúde Jupiá, na Rua
Eudóxio Silva, sem número, Jardim Parque Jupiá.

E no dia 04/05, das 08h00 às 12h30, alunos da Escola
Estadual Pedro de Mello, localizada na região do TUPI farão o mapeamento e
fiscalização das calçadas na região da escola.   Sobre o Observatório Cidadão de Piracicaba

O Observatório Cidadão é uma iniciativa conjunta da
OAB-8ª Subseção de Piracicaba, Pira21, Florespi, Imaflora, Casvi, Pasca e UNESP
e conta com o apoio da Caterpillar, do Fundo de Cultura e Extensão da
Universidade de São Paulo e da Pró-Reitoria de Extensão Universitária da UNESP.
O Observatório tem como objetivo instrumentalizar a sociedade para melhor
compreensão e participação nos processos decisórios locais e contribuir com o
monitoramento, avaliação e aprimoramento das políticas públicas do município.
Saiba mais em: www.observatoriopiracicaba.org.br
Sobre o Imaflora

O Imaflora – Instituto de Manejo e Certificação Florestal
e Agrícola - é uma Organização Não Governamental, sem fins lucrativos, que
trabalha para promover a conservação e o uso sustentável dos recursos naturais
e para gerar benefícios sociais nos setores florestal e agropecuário. Com
atuação nacional e participação em fóruns internacionais, foi fundado em 1995 e
tem sede em Piracicaba, interior de São Paulo. O Imaflora atua no município por
meio do projeto Piracicaba Sustentável. O Piracicaba Sustentável busca
fortalecer e capacitar a sociedade, para que possa participar das políticas
públicas locais. Saiba mais em www.imaflora.org

Informações para a imprensaFátima Nunes – MTb 13.100 (11) 3815.8162 (11) 98274. [email protected]



Imaflora

Imaflora

Compartilhar

Envie seu comentário