REGISTRO DE DENÚNCIA

POR FAVOR PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO

COMPARTILHE

A expectativa é coletar mais de 12 toneladas de resíduos
em 140 km de praias de norte a sul do país.

No próximo dia 21 de setembro (sábado), o Florestas de
Valor, do Imaflora (Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola),
se juntará ao esforço mundial de limpeza de praias, rios e florestas. Com base
nos resultados de atividades semelhantes realizadas ao longo do ano, os 23
projetos patrocinados por meio do Petrobras Socioambiental esperam coletar 12
toneladas de resíduos em 140 km de praias do Pará ao Rio Grande do Sul,
incluindo a Praia do Cajueiro, em Alter do Chão – PA. Além da coleta e
destinação correta do lixo, a ideia é mobilizar voluntários a disseminar
informações sobre os cuidados com o meio ambiente.
Latas, copos, garrafas e outros materiais de plástico,
chinelos, bitucas de cigarro, restos de petrechos de pesca e até agulhas são
alguns dos materiais que, quando descartados no lugar errado, vão parar no mar
ou, como no caso de Alter do Chão, nos rios. É por isso que, neste sábado, uma equipe
do Florestas de Valor comandará a limpeza da Praia do Cajueiro, localizada na
área central da vila. A participação é aberta ao público e os interessados
poderão se encontrar no canto direito da praia, que fica próxima ao escritório
regional do Instituto.
Leo Ferreira, coordenador de projetos do Imaflora, afirma
que esta iniciativa marcará o lançamento do compromisso do Florestas de Valor
com a manutenção e limpeza periódica da Praia do Cajueiro. Após a ação de
limpeza, outras medidas serão implementadas, como a doação e instalação de
lixeiras e a limpeza periódica da praia. “Uma ação como essa envolvendo tantas
localidades é importante para lembrarmos que, mesmo distantes, estamos todos
conectados pelas águas. A limpeza que faremos aqui no Rio Tapajós tem impacto
lá no final e, por isso, os rios são fontes iniciais para a contaminação e
acúmulo de lixo nos oceanos”, diz.
O Dia Mundial de Limpeza de Praias, Rios e Florestas é
uma ação internacional que reúne milhares de voluntários no mundo inteiro para
a limpeza de praias, rios e ambientes costeiros. O evento ocorre sempre no
terceiro final de semana de setembro e teve início em 1986, nos Estados Unidos.
Seu objetivo é conscientizar a sociedade sobre o descarte irregular de resíduos
sólidos urbanos que vão parar em rios e oceanos.
De acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas),
todos os anos mais de 8 milhões de toneladas de plástico acabam nos oceanos.
Estudos apontam que o plástico representa 80% do lixo nos oceanos e causa
prejuízos no valor de US$ 8 bilhões nos ecossistemas marinhos. Se o aumento de
resíduos como garrafas, sacolas e copos de plástico se mantiver no ritmo atual,
em 2050 haverá mais plástico do que peixes em peso no mar e 99% das aves
marinhas terão consumido restos deste material.
Sobre o Imaflora
O Imaflora é uma Organização Não Governamental, sem fins
lucrativos, que trabalha para promover a conservação e o uso sustentável dos
recursos naturais e para gerar benefícios sociais nos setores florestal e
agropecuário. Com atuação nacional e participação em fóruns internacionais, foi
fundado em 1995 e tem sede em Piracicaba, interior de São Paulo. Saiba mais em
www.imaflora.org
SERVIÇO
“Dia Mundial de Limpeza de Praias, Rios e Praias”.Praia do Cajueiro, Alter do Chão – PA.Ponto de encontro: Escritório do Imaflora (Lauro Sodré,
215).Horário: A partir das 14h.



Imaflora

Imaflora

Compartilhar

Envie seu comentário