REGISTRO DE DENÚNCIA

POR FAVOR PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO

COMPARTILHE

Começa hoje, 24 de abril, e vai até dia 26, em Berna, na Suíça, o 4º Encontro Científico do Global Land Program (GLP). O evento contará com mais de 650 cientistas e entre eles, Isabel Garcia-Drigo, doutora em Ciência Ambiental pela USP e AgroParisTech e representante do Imaflora, que participará de duas mesas que discutirão os avanços e desafios socioambientais das cadeias da carne e soja na Amazônia e Cerrado.
A importância do GLP
O Global Land Project, renomeado como Global Land
Programme nasceu em 2006 e é um sucessor dos projetos de pesquisa: Mudança no Uso e Cobertura da Terra (LUCC; 1994-2005) e Mudança Global e Ecossistemas Terrestres (GCTE; 1992-2003). O GLP é projeto central do Programa Internacional de Dimensões Humanas
sobre Mudança Ambiental Global (IHDP) encomendado pela Conselho Internacional
para a Ciência (ICSU) e o Conselho Internacional de Ciências Sociais (ISSC).
Entre os membros do GLP há 23 brasileiros e entre eles, há
8 mulheres, incluindo Isabel Garcia-Drigo.
A Ciência do Sistema Terrestre é mais urgente do que
nunca: muitos dos importantes desafios da mudança global estão relacionados ao
uso de recursos terrestres e parte das grandes problemáticas sociais estão
relacionadas ao uso sustentável da terra. Cada vez mais, pesquisa está sendo realizada para entender estes sistemas a partir de uma perspectiva interdisciplinar e evoluindo como uma disciplina, com fortes
conexões entre a compreensão científica, a prática (técnicos e empresas)  e os políticos que governam e gerenciam o uso
da terra.


Imaflora

Imaflora

Compartilhar

Envie seu comentário