REGISTRO DE DENÚNCIA

POR FAVOR PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO

COMPARTILHE







Muitas comunidades da Amazônia praticam a agricultura de
corte e queima. Este modelo de agricultura é responsável por grande parte do
desmatamento e pelas emissões de gases que intensificam o efeito estufa. Por
isso, um dos objetivos do Florestas de Valor é incentivar os agricultores a
reduzir o uso do fogo e o avanço da agricultura sobre a floresta.
Há cinco anos, o Imaflora desenvolve ações de
sensibilização e de capacitação incentivando a adoção de práticas agrícolas que
propiciem a conservação ambiental no Projeto de Desenvolvimento Sustentável
(PDS) Paraíso, assentamento localizado no município de Alenquer (PA), Calha
Norte do rio Amazonas.
Essa atuação
ganhou ainda mais força a partir de 2014 com o Florestas de Valor, quando um
grupo de agricultores participou de atividades de treinamento e de capacitação.
Em seguida, com apoio dos técnicos do Imaflora, eles prepararam suas áreas e
definiram as espécies preferidas para implantação de sistemas agroflorestais.
Nos Sistemas Agroflorestais (SAFs) plantas de diferentes
características são cultivadas juntas, simulando uma recuperação a floresta.
Assim, diferentes espécies são introduzidas em uma mesma área, incluindo
culturas de ciclo curto e culturas perenes, ou seja, árvores junto à roça.
Clique aqui para conferir essa e outras matérias do nosso 2° boletim do Florestas de Valor.


Comunidades da Calha Norte incorporam boas práticas agrícolas
Imaflora

Imaflora

Compartilhar

Envie seu comentário