REGISTRO DE DENÚNCIA

POR FAVOR PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO

COMPARTILHE


 “Vamos ser a floresta modelo da Amazônia”. A frase é de Sérgio
Pimentel, presidente da Cooperativa Mista da Flona Tapajós (Coomflona)
que no último dia 06 de dezembro, em Santarém, inaugurou sua loja para
comercializar produtos confeccionados a partir de galhos e restos de
madeira manejada da Floresta Nacional do Tapajós. Sérgio e outros 50
participantes, entre comunitários, representantes de ONG’s e servidores
públicos também estiveram no evento para presenciar a entrega do
documento de certificação da Cooperativa pelo selo FSC, na modalidade
100% comunitária, que atualmente só existe no Acre.


Ecoloja Tapajós durante a inauguração
O primeiro lote de produtos certificados será leiloada ainda esse ano.
Serão aproximadamente nove mil metros cúbico de madeira, com lance
inicial de mais de R$ 2 milhões. Com o selo FSC a cooperativa busca
acessar mercados mais exigentes, preocupados com a origem do produto,
tendo em vista que a certificação indica que a madeira extraída resulta
de um manejo responsável socialmente, ambientalmente e economicamente –
praticas que geram desconfiança pela dificuldade em desenvolvê-las.
“Essa certificação vem comprovar que sempre trabalhamos de forma
correta. Veio acabar com a dúvida de alguns que não entendiam como era
possível fazer um manejo florestal comunitário”, lembra Sérgio ao contar
a história da cooperativa iniciada com 24 sócios em 2005 e que
atualmente possui mais de 210, distribuídos em 12 comunidades.

Marcos Planello (Imaflora), à dir.,  entregou para

Sérgio Pimentel (Coomflona) o documento

que garante a certificação FSC.
Além do orgulho de ter o trabalho dos cooperados reconhecido, Sérgio
destacou o diferencial do manejo florestal comunitário familiar (MFCF).
“Abrimos 32 ramais na floresta que chegam a locais onde o ônibus na
passava. O trabalho da cooperativa consegue pagar o estudo de jovens.
Vivemos da floresta, mas continuamos com ela em pé”, destacou Pimentel
sobre o lado socioambiental da cooperativa. Dos mais de 500 mil hectares
da Floresta Nacional do Tapajós, apenas 8% são utilizados pela
cooperativa para extração da madeira certificada. Parcerias
Katiuscia Miranda (IEB) e Sérgio Pimentel (Coomflona).

Parceria iniciada em 2007.
A conquista da Coomflona é compartilhada por vários parceiros. O
Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB) faz parte dessa
história. Em 2007, a ONG ajudou a profissionalizar aspectos
administrativos da cooperativa, tais como a elaboração de contratos com o
mercado e a transparência na prestação de contas. “Nós passamos a
conhecer o que agente pode cobrar do contador e do administrador.”
relembra Pimentel. Recentemente, o IEB realizou oficinas para
sensibilizar, explicar e planejar o processo de certificação. “O momento atual da cooperativa
demonstra um avanço na implementação de dispositivos que garantam a
permanência e a gestão da floresta, a partir de empreendimentos
comunitários”, comenta a coordenadora de projetos do IEB, Katiuscia
Miranda. “Estamos desde o início com a Coomflona, e entendemos que esse
momento é deles, usuários e proprietários da florestas, Acima de tudo,
devemos reconhecer o esforço das comunidades”, ressaltou Miranda durante
o evento.


Outras instituições também valorizaram o trabalho da cooperativa. “Os
números da Coomflona são importantes. Eles representam uma população que
vive na floresta que gera emprego, renda e melhora a vida das
famílias”, relatou Fábio Carvalho, gestor da Flona Tapajós. “O trabalho
da cooperativa é um exemplo para Amazônia. Eles são uma comunidade que
consegue trabalhar a floresta [de forma sustentável]”, disse Ana Luiza,
representando o Instituto Floresta Tropical (IFT).

Marcos Planello representou o Instituto de Manejo e Certificação
Florestal e Agrícola (Imaflora), que realizou as auditorias e vistoria
técnicas que recomendaram a Coomflona para a certificação. “É
gratificante, enquanto ONG, fazer parte desse momento quando nosso
trabalho ajuda a conservar a floresta e ajudar as pessoas”, destacou
Marcos antes de entregar o documento que garantia a certificação FSC.
Outros parceiros lembrados na cerimonia foram The Amazon Alternative
(TAA), Universidade Federal do Oeste do Pará e Serviço Florestal
Brasileiro (SFB).

Loja


A cooperativa deseja ampliar ainda mais sua atuação comercial, por meio
da Ecoloja Tapajós. O empreendimento reúne produtos beneficiados a
partir de restos da extração madeireira. O local coloca
Tábuas de carne produzidas por cooperados
para venda bancos, portas, mesas, tábuas de carne, escultura de animais,
joias e bolsas feitas de borracha, dentre outros itens. A produção é
beneficiada em uma movelaria, na comunidade Pedreirinha, aproximadamente
cem quilômetros da sede de Santarém, dentro da Flona. O trabalho
envolve 17 comunitários que estão se aperfeiçoando na montagem de peças a
base de galhos e outros subprodutos do manejo florestal.


Marcos Paulo Brandão é de Manaus e tem experiência em marchetaria e
marcenaria. Ele tem ensinado os cooperados a produzir as peças que serão
comercializadas na Ecoloja. “Eu vejo um potencial muito grande neles. O
grupo tem força de vontade e querem aprender”, comenta Paulo sobre os
comunitários que anteriormente trabalhavam na roça. “Essa é uma boa
experiência porque a gente gosta de fazer isso. Com esse trabalho, tenho
a expectativa de melhorar a minha renda e a renda dos colegas”, comenta
Lorival da Cruz, cooperado que trabalha na oficina há dois meses. 
Joias também fazem parte da lista de

 produtos da Ecoloja , em Santarém
O próximo passo da Coomflona será a certificação dos produtos acabados
(as peças vendidas na loja) e aquisição de uma serraria para estampar o
selo FSC em toda a cadeia de custódia, da madeira manejada até o banco
vendido na Ecóloja. 
O apoio do IEB na parceria com a COOMFLONA foi financiado pelo USAID,
Fundo Vale e Fundo Francês para o Meio Ambiente, no âmbito dos projetos
Forest Enterprise Cluster (FEC), Fortalecimento da Governança Florestal
na BR 163 e Floresta em Pé. Veja Também 
http://geovanakatrine.blogspot.com.br/2013/12/ecoloja-tapajos-nova-loja-de-santarem.html

http://www.oimpacto.com.br/meio-ambiente/coomflona-inaugura-ecoloja-e-recebe-selo-de-certificacao-fsc-100-comunitario/

http://globotv.globo.com/tv-tapajos/jornal-tapajos-2a-edicao/v/ecoloja-inaugura-em-santarem-com-produtos-da-flona/3005218/

http://webtapajos.com.br/verdeflona/


Fonte: Instituto Internacional de Educação do Brasil - IIEB



Coomflona recebe certificação FSC 100% comunitário durante inauguração da Ecoloja Tapajós Coomflona recebe certificação FSC 100% comunitário durante inauguração da Ecoloja Tapajós Coomflona recebe certificação FSC 100% comunitário durante inauguração da Ecoloja Tapajós Coomflona recebe certificação FSC 100% comunitário durante inauguração da Ecoloja Tapajós Coomflona recebe certificação FSC 100% comunitário durante inauguração da Ecoloja Tapajós Coomflona recebe certificação FSC 100% comunitário durante inauguração da Ecoloja Tapajós
Imaflora

Imaflora

Compartilhar

Envie seu comentário