REGISTRO DE DENÚNCIA

POR FAVOR PREENCHA OS CAMPOS ABAIXO

COMPARTILHE


Helena Nery Alves Pinto, Peter Newton e Luis Fernando Guedes
Pinto.

Um grande número de iniciativas está sendo desenvolvida
nos trópicos afim de contribuir com a redução do desmatamento e de aumentar a
sustentabilidade das cadeias de commodities. O aumento de escala e os impactos
sociais e ambientais dessas iniciativas dependem em parte de como elas
interagem entre si. A partir do estudo de caso do programa de certificação Rede
de Agricultura Sustentável (RAS) no Brasil, foi explorado como esta e outras
intervenções interagem. Foi examinado uma gama de políticas e programas que
afetam a sustentabilidade na cadeia da pecuária, e avaliado se e como tais
iniciativas apoiam ou são um obstáculo para o aumento de escala do programa
SAN. Para tal, realizadas entrevistas semiestruturadas com atores do setor
público, privado e da sociedade civil. Grande parte das iniciativas levantadas
agem de forma complementar para aumentar a sustentabilidade na cadeia e ampliar
a adoção da certificação SAN, já que contribuem com o aumento da conformidade
das propriedades com leis ambientais; promovem a adoção de boas práticas
agropecuárias; e melhoram o monitoramento. Ao mesmo tempo, má gestão e
implementação de iniciativas e a falta de complementariedade entre elas podem
ser antagônicas à expansão do programa SAN. A abordagem holística permite
identificar falhas na rede de políticas e intervenções no país. O aumento da
complementariedade e coordenação entre as iniciativas pode contribuir para a
maior efetividade das mesmas sobre o aumento de sustentabilidade na cadeia da
pecuária e redução do desmatamento.
Confira artigo na íntegra.  


Compartilhar

Envie seu comentário